topbella

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Fodasse - eu - outra vez!

Eu sou nada, eu vim do nada e ao nada pertenço e é para lá que vou voltar e foi de lá que nunca saí porque é assim que nunca deixei de me sentir... como nada.

Tudo é simplesmente nada, é vazio, é opaco, é silencioso, é arrítmico, é melancólico, é uma saudade do que foi e nunca chegou a ser, é apenas tristeza.

Eu sou apenas mentira, uma mentira todas as manhãs que se prolonga até à noite, se calhar só sou verdade quando adormeço - talvez seja por isso que temo o sono e acordo em jeito de ataque de pânico durante a noite, sempre tive medo de mim e sempre tive consciência desse medo.

Estou cansada. Como não estar?

Estou cansada. Tenho pena de mim. Como não ter?

Estou cansada. Porra!!!

Estou cansada. Simplesmente cansada...?! Não. Estou a ficar doida outra vez. Apenas isso. Como não estar? Sou eu afinal a ser eu outra vez. Fodasse.

2 comentários:

Nortenha disse...

"Eu sou tudo, eu vim do tudo e a tudo pertenço e é para lá que vou voltar". Dá-te uma chance. Dá uma reviravolta na tua vida, muda o que não tens coragem de mudar ou o que pensas que não consegues. Os obstáculos estão cá para serem derrubados. Tu és tudo, és forte! Só tens de procurar essa força. Fico triste que estejas assim. Tu mereces tudo de bom.
Bjinhos.

Dory disse...

apesar de eu não puder de todo dizer que compreendo aquilo por que estás a passar, dado que são situações completamente diferentes, este post fez muito sentido para mim.
grande beijinho, 'as melhoras'*

Enviar um comentário